Entenda como estudar para concursos de tribunais

Entenda como estudar para concursos de tribunais

Estudar para concursos de tribunais é um desafio para muitos candidatos, em especial, para quem está iniciando na área.

Isso porque os concursos para os grandes tribunais são os mais atrativos e possuem posições que vão desde o técnico, ensino médio e superior, todos com foco em especialidades diferentes.

No entanto, a maioria das pessoas que pretendem fazer concurso tem uma rotina cheia, devido ao trabalho ou, até mesmo, à faculdade e estudos. 

Afinal, muitos candidatos estão terminando o bacharelado em Direito e precisam organizar o tempo para conseguir estudar e compreender todas as matérias.

Por isso, vou lhe ajudar a estudar para concurso de tribunais. Continue acompanhando este artigo com muitas dicas importantes.

Saiba o que estudar para concurso de tribunais

Os concursos para tribunais têm uma grade básica de matérias que devem ser estudadas. Na maioria dos editais são cobradas as seguintes disciplinas:

  • Informática;
  • Raciocínio lógico;
  • Ética;
  • Português;
  • Administração pública;
  • Direito constitucional;
  • Direito administrativo.

Entretanto, há matérias que são específicas de cada edital. Portanto, elas são divulgadas junto ao edital do concurso. Por exemplo, as legislações, decretos e outros.

Além da prova com questões de múltipla escolha, você deve se atentar à possibilidade de ter a prova discursiva. Para a parte técnica judiciária não são todos os concursos que pedem, mas para o de analista é certo.

Uma dica é sempre usar o edital anterior para estudar para concursos de tribunais. Assim, você tem uma noção de como será a sua prova e só precisa estudar os conteúdos novos. Afinal, sempre cai algo diferente do edital anterior.

Prova discursiva pode ser cobrada?

Há concursos que têm a parte discursiva, portanto, também é necessário estudar. Portanto, a dica aqui é ficar atento às atualidades, pois ela cai junto à parte técnica de cada área.

Se você não gosta de escrever, o ideal é praticar bastante para conseguir fazer uma boa redação. Faça textos sobre temas jurídicos, mas também de assuntos gerais e atuais. Inclua conteúdos específicos de administração, ética e direito administrativo.

Veja como estudar para concurso de tribunais

São muitas matérias que você precisa estudar para o concurso, em especial quando falamos em provas para os tribunais. Portanto, é essencial ter organização e planejamento para conseguir absorver todos os conteúdos.

O ciclo dos estudos vai depender de você, afinal, cada pessoa tem o seu modo de se organizar. Normalmente, os candidatos começam a sua rotina de aprendizado pelas matérias de maior peso, para terem mais tempo de absorver todo o conteúdo. Se precisar, duplique os horários de estudo.

Outra forma de dividir o seu tempo para estudar para concursos de tribunais é começar pelas matérias com mais afinidade. Assim fica mais fácil pegar a rotina.

São várias as formas de organizar o seu tempo, ficando a critério e necessidade de cada um. O importante é sempre revezar as matérias, para que os seus estudos fiquem mais dinâmicos e menos maçantes.

Mas sempre que terminar uma matéria, faça resumo em tópicos para revisar tudo o que estudou. Dessa forma, será possível relembrar tudo o que foi visto.

Os melhores concursos de tribunais

Os cargos mais disputados em concurso são aqueles de Tribunais Regionais Federais. Afinal, a remuneração é alta. 

Por exemplo, um técnico judiciário nível médio ganha, em média, R$ 7.591,37. Já o analista de nível superior do mesmo órgão ganha R$ 12.455,30.

Dicas para estudar para concurso de tribunais

Como já comentei, ter um plano de estudos é fundamental, além disso, sempre que possível, tenha ao lado um pré-edital. 

Agora, veja algumas dicas para você se preparar:

1. Revise a matéria regularmente

Sua mente vai obter bastante informação, especialmente se a sua carga horária de estudos for grande. 

Porém, ela vai descartar alguns pontos, o que é normal para que o seu cérebro não fique sobrecarregado. 

Por isso, a revisão é uma forma de mostrar ao seu cérebro que as informações obtidas são importantes e precisam ser registradas. 

Sendo assim, revise esse conteúdo quantas vezes for necessário para fixar em sua mente.

2. Faça simulados

Se é a sua primeira fazendo concursos para tribunais, se acostumar com o ritmo da prova pode ser difícil, mas não impossível. Saiba que se acostumar com ela é importante para que no dia você faça a prova com tranquilidade.

Então, faça simulados em casa antes da prova. O ideal é pegar provas anteriores do mesmo concurso que você vai fazer e ver quanto tempo terá no dia para fazer as questões. 

Procure fazer o simulado dentro do período que terá para fazer no dia do concurso.

3. Pratique a escrita

Normalmente, os concursos para tribunais possuem provas discursivas como método de seleção. 

Portanto, praticar a escrita é essencial para fazer uma boa redação no dia. Busque temas solicitados nas redações anteriores e pratique toda semana. Quanto mais escrever, melhor.

Além dos temas já solicitados nas provas anteriores, procure também fazer textos sobre os temas mais atuais. Ou seja, aqueles de grande repercussão na mídia. Provavelmente ele pode ser um dos temas.

4. Faça um cursinho preparatório

Se você achar que os estudos em casa estão gerando muitas dúvidas, procure um cursinho preparatório para a prova que deseja fazer. 

O ideal é que o curso tenha experiência prova para tribunais, pois assim você vai aprender as matérias específicas para o concurso desejado. 

Assim, você tira todas as dúvidas e se prepara com excelência para garantir a vaga desejada.

Conclusão

Iniciar a carreira no tribunal é um objetivo de muitas pessoas, em especial para os formados em Direito. As matérias básicas nessa área são necessárias para você dominar. 

Afinal, elas são essenciais para que a sua pontuação seja boa e consiga se classificar para o cargo pretendido.

No entanto, cada tribunal possui as suas matérias específicas, além da prova dissertativa. Fique atento para que você também consiga absorver esse conteúdo e desenvolver um bom texto.

Estudar para concurso de tribunais requer constância. Lembre-se: não adianta ficar uma semana sem estudar e depois querer recuperar o tempo perdido. 

O ideal é que diariamente você estude um pouco do conteúdo que cairá na prova. Assim, você terá tempo para absorver o que precisa.

Agnaldo Bastos
Agnaldo Bastos

Advogado especialista em ajudar candidatos de concursos públicos que sofrem injustiças e, também, servidores públicos perante atos ilegais praticados pela Administração Pública, atuando em Processo Administrativo Disciplinar (PAD) e em Ações de Ato de Improbidade Administrativa.

Leia mais artigos

Acompanhe nossas redes sociais

Uma resposta

  1. Pergunta: Sou branco, filho de pardo. Vale a pena fazer auto declaração em concurso público? Caso faça e receba processo administrativo e perca. Fico impedido de prestar outros concursos? Essa é minha preocupação. Grato. Alexandre Nascimento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nossos informativos no seu celular

Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa Política de Privacidade, por isso convidamos você a conhecê-la: Política de Privacidade

Seja bem-vindo(a)! Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa Política de Privacidade, por isso convidamos você a conhecê-la: acesse aqui.

Cadastre-se para receber nossos informativos gratuitamente.