Posso fazer concurso antes de me formar?

Posso fazer concurso antes de me formar?

Uma dúvida que muitos estudantes enfrentam é saber se é possível fazer concurso antes de se formar. Essa questão é comumente debatida por aspirantes a servidores que buscam antecipar sua entrada no serviço público. 

Neste artigo, abordarei os principais aspectos a serem considerados ao tomar essa decisão crucial para a carreira de concurseiros em formação, explorando os requisitos e possibilidades para candidatura em concursos.

Espero que essas informações possam auxiliar todos aqueles que ponderam sobre esse importante passo rumo à estabilidade e realização profissional.

Quem pode fazer concurso público?   

Para fazer concurso público, no geral, o único requisito mínimo é ser maior de 18 anos e ser brasileiro nativo ou naturalizado (dependendo do certame). 

Existem muitos tipos de concurso, desde cargos nível básico até nível superior. Apesar de qualquer pessoa maior de idade poder prestar concurso, é importante se atentar às outras especificidades do edital.

  • Cargo;
  • Curso específico de formação;
  • Escolaridade;
  • Idade Máxima.

Você só poderá tomar posse do cargo caso cumpra todos os requisitos e tenha a comprovação de tudo.

Posso fazer concurso antes de me formar?

Pode sim! Antes mesmo de se formar na graduação exigida para determinado cargo, é possível fazer o concurso público. Mas é importante ficar atento ao edital do concurso.

Isso porque, no certame estarão todas as regras e o momento em que você precisará apresentar os documentos exigidos para o cargo.

Em geral, você deve apresentar os documentos, incluindo o diploma de formação (seja de nível médio ou superior), apenas na posse ou contratação.

Porém, existem concursos em que essa fase é antecipada, em especial, se tiver a etapa de provas e títulos.

Mesmo que a fase de provas e títulos, em regra, seja apenas classificatória (e não eliminatória), você pode ter alguns problemas nesse momento.

Inclusive, pode ficar com uma classificação bastante ruim, porque não terá os documentos para demonstrar a formação e garantir mais pontos na somatória total.

Qual a escolaridade para fazer um concurso público?

Os concursos públicos têm níveis de exigência específicos e de acordo com cada vaga. Então, é preciso analisar os requisitos previstos no edital e nas leis do cargo pretendido.

Porém, de um concurso para outro, o requisito de escolaridade em concurso para determinado cargo não costuma ser alterado.

Atualmente, as vagas são para todos os níveis de escolaridade, incluindo:

  • Ensino básico – alfabetização = 1º até 5º ano (ou 4ª série);
  • Ensino fundamental – 1º grau que é do 6º ao 9º ano (ou 5ª a 8ª série);
  • Ensino médio – 2º grau que é do 1º ao 3º ano (ou 2º grau completo);
  • Ensino superior – cursos de bacharelado e licenciatura em Faculdades ou Universidades com duração de 3 anos ou mais.

Existem, além disso, concursos com vagas para ensino fundamental ou médio incompletos.

Passei no concurso, mas ainda não formei

Caso o candidato seja aprovado no concurso público antes de se formar, ele se encontra em uma situação peculiar. Nessa situação, é necessário avaliar quais são as opções disponíveis:

  • Antecipar a colação de grau e conclusão do curso
  • Requerer a reclassificação para o final da fila
  • Apresentar histórico escolar e declaração de conclusão do curso
  • Apresentar o diploma no ato da incorporação e não na matrícula do curso de formação 

Você pode ver mais detalhes sobre cada uma dessas possibilidades no artigo abaixo:

Quando o diploma em concursos é necessário?

É comum os editais cobrarem a apresentação do diploma no momento da posse, até porque é esse o principal documento que prova a sua formação.

Então, se a vaga exigir uma formação de nível superior, por exemplo, será necessário apresentar o diploma ou termo de conclusão do curso.

É por isso que mesmo sem concluir a formação, é possível participar de concursos públicos, pois o diploma é apresentado apenas na posse.

Em último caso, você também pode solicitar à banca examinadora a sua reclassificação na lista final de aprovados e ir para o final da fila

Assim, você ainda pode ser nomeado até a data de validade do concurso público.

Como me preparar para um concurso enquanto estou estudando?

Conciliar a preparação para um concurso público com os estudos acadêmicos requer um planejamento estratégico bem organizado. Veja como se planejar:

  • estabeleça um cronograma realista;
  • identifique as disciplinas e temas comuns entre o concurso e o curso de graduação;
  • aproveite os períodos de recesso acadêmico e as férias para intensificar a preparação para o concurso;
  • faça simulados e frequente cursos preparatórios específicos para o concurso desejado.

Lembre-se de que, para ter um bom desempenho tanto nos estudos acadêmicos quanto na preparação para o concurso, é fundamental cuidar da saúde física e mental. 

Descanse adequadamente, alimente-se bem e reserve um tempo para atividades de lazer e relaxamento.

O estudo para graduação e para o concurso podem se complementar

As matérias estudadas para os concursos frequentemente têm correlação com a graduação, o que permite um aprendizado mais aprofundado e integrado. 

Conhecimentos adquiridos na faculdade podem ser aplicados no estudo preparatório e vice-versa, gerando uma sinergia que fortalece a compreensão das disciplinas e enriquece a bagagem intelectual do estudante.

Identifique as áreas mais procuradas pelos concurseiros

É fundamental que o estudante analise suas afinidades e objetivos profissionais para encontrar o concurso mais adequado.

Afinal, além do aspecto financeiro e da estabilidade, a satisfação pessoal e a realização profissional são aspectos cruciais para uma carreira bem-sucedida. 

Conhecer a área de atuação desejada e suas demandas específicas é um passo importante nessa jornada.

Conclusão

Fazer concurso antes de se formar pode ser uma excelente oportunidade de ingressar no serviço público e garantir estabilidade financeira.

No entanto, exige dedicação, planejamento e equilíbrio para conciliar estudos e faculdade. Cada caso é único, então é importante ponderar as próprias habilidades e objetivos antes de tomar essa decisão.

É importante saber que, caso seja aprovado antes da conclusão do curso, há estratégias que podem ser utilizadas para tomar posse do cargo.

Gostou do artigo? Caso ainda tenha dúvidas ou necessite de apoio jurídico, fale com um advogado especialista para analisar o seu caso.

Agnaldo Bastos
Agnaldo Bastos

Advogado especialista em ajudar candidatos de concursos públicos que sofrem injustiças e, também, servidores públicos perante atos ilegais praticados pela Administração Pública, atuando em Processo Administrativo Disciplinar (PAD) e em Ações de Ato de Improbidade Administrativa.

Leia mais artigos

Acompanhe nossas redes sociais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba nossos informativos no seu celular

Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa Política de Privacidade, por isso convidamos você a conhecê-la: Política de Privacidade

Seja bem-vindo(a)! Ao navegar em nosso site você concorda com a nossa Política de Privacidade, por isso convidamos você a conhecê-la: acesse aqui.

Cadastre-se para receber nossos informativos gratuitamente.