Reprovado na investigação social do concurso público: descubra os motivos e saiba o que fazer

Ser reprovado na investigação social de concursos públicos, com certeza, causa muita frustração. Até porque essa é uma das principais fases dos certames.

Nos concursos públicos voltados para as carreiras policiais, magistratura, procuradoria, promotoria e outras, a investigação social é um procedimento comum.

Inclusive, essa é uma das fases mais importantes nesses certames, porque é o momento em que será avaliada a sua idoneidade moral e conduta social.

Entenda agora o que fazer após ser reprovado na investigação social em concursos.

O que pode causar eliminação na investigação social?

Durante a investigação social em concursos públicos, diversos fatores podem levar à eliminação de um candidato.

Essa etapa tem o objetivo de avaliar a idoneidade moral e a conduta social dos participantes, assegurando que apenas indivíduos com histórico compatível e com responsabilidades sejam admitidos.

A legislação e as normas específicas de cada cargo ou concurso definem os critérios de avaliação, mas, de modo geral, alguns dos principais motivos que podem influenciar ou resultar na eliminação de um candidato incluem:

  • antecedentes criminais: a existência de condenações criminais com sentença transitada em julgado (quando não cabe mais recurso) pode resultar na eliminação do candidato, dependendo da natureza do crime e da relevância para o cargo pretendido;
  • inquéritos policiais ou processos em andamento: embora a presunção de inocência deva ser respeitada, certos processos ou inquéritos em andamento podem influenciar a avaliação da comissão, principalmente se estiverem relacionados a crimes que indiquem incompatibilidade com o exercício do cargo público;
  • comportamento incompatível com o cargo público: atos que demonstrem falta de idoneidade ou de conduta ética, como práticas discriminatórias, assédio moral ou sexual, e envolvimento em atos de corrupção, podem levar à eliminação do candidato;
  • inconsistências ou omissões graves no currículo ou documentação: a falta de transparência ou tentativa de enganar a comissão avaliadora por meio de omissões ou falsidade de informações;
  • problemas financeiros graves: embora a existência de dívidas não seja, em si, um motivo para eliminação, há exceções, principalmente em casos de inadimplência associados a atos de fraude ou estelionato poderá ser considerados;
  • uso de drogas ilícitas: o uso ou dependência de substâncias ilícitas, comprovado por exames ou investigações, pode ser um critério de desclassificação, especialmente para cargos que exigem alto grau de responsabilidade e integridade;
  • desligamento anterior do serviço público por motivos disciplinares: a demissão de um cargo público anterior por justa causa ou por motivos disciplinares graves é um forte indicativo para a banca considerar na avaliação;
  • relacionamento com organizações ilegais: vínculos com organizações que atuem contra a ordem pública ou que estejam envolvidas em atividades ilegais.

É importante destacar que cada caso é analisado individualmente, e a legislação pertinente, bem como os critérios estabelecidos no edital do concurso, que serão rigorosamente seguidos pela banca examinadora.

No entanto, os candidatos que se sentirem prejudicados por uma eliminação considerada injusta podem recorrer com recurso administrativo ou ação judicial, apresentando as devidas justificativas e provas em defesa de sua permanência no concurso.

Quando é feita a investigação social em concursos?

Essa investigação é uma análise sobre o seu histórico de vida, é o momento em que a banca examinadora faz pesquisas sobre sua vida atual e, também, o que pode ter feito no passado. 

É uma análise extensa e minuciosa para saber sobre sua idoneidade e conduta na sociedade e também dos demais candidatos. 

A pesquisa é realizada nas seguintes situações:

  • se estiver prevista na legislação sobre o cargo; 
  • quando a natureza do cargo exige certa idoneidade do candidato; 
  • ao ser exigido para o cargo um grau de responsabilidade, em especial, quando a imagem do servidor ou membro se relaciona com a instituição, como é o caso do Ministério Público, magistratura e polícias. 

Além da previsão em lei, o edital do concurso deve informar sobre essa etapa e, ainda, descrever os critérios individuais que serão analisados.

Porém, é importante saber que essa fase perdura por todas as etapas do certame, desde a inscrição do candidato até a sua nomeação. Assim, a desclassificação é uma ameaça constante, mesmo que os demais resultados sejam positivos. 

Contudo, o ponto alto da investigação social é o preenchimento de uma ficha de informações pessoais. Trata-se de um documento sigiloso, que não deve ser exposto pela administração pública

Nessa ficha, você deve informar dados pessoais, profissionais e responder todas as solicitações de forma honesta e transparente. Se tiver indícios de omissão ou falseamento de dados, você é eliminado de forma imediata.

Principais motivos de eliminação na investigação social em concurso público

Após ser identificado que você teve práticas inidôneas ou socialmente reprováveis, você pode ser reprovado na investigação social do concurso. Portanto, trata-se de uma fase eliminatória.

Nessa etapa, a banca examinadora quer identificar se você está apto, ou não, para o exercício da função, então é importante saber o que reprova nessa avaliação. Veja alguns exemplos:

  • prática habitual de jogo proibido;
  • uso de drogas ilícitas;
  • omissão de dados e inexatidão das informações declaradas;
  • declarações falsas ou omissão de registro sobre vida pregressa;
  • práticas que descumprem obrigações legítimas;
  • reincidência em faltas disciplinares e na prática de transgressões;
  • prática recorrente de infrações de trânsito que colocam em risco a vida de outras pessoas;
  • mandado de prisão e prática de infrações penais;
  • demissão por justa causa seguindo a legislação trabalhista;
  • demissão de cargo público ou destituição de cargo em comissão, no exercício da função pública, em qualquer órgão da administração direta e indireta, nas esferas federal, estadual, distrital e municipal, mesmo que com base em legislação especial;
  • participação ou filiação em entidade ou organização cujo funcionamento seja legalmente proibido ou contrário às instituições constitucionais ou ao regime vigente.

Portanto, existem diversos critérios para a desclassificação dos candidatos, mas a consideração de cada um deles dependerá da lei sobre o cargo pretendido, regras do edital e do rigor de cada banca examinadora.

Fale agora com um especialista sobre seu caso.

Motivos que geram dúvidas sobre a reprovação na análise da vida pregressa do candidato

A administração pública deve respeitar várias regras e princípios, senão os atos podem ser contestados em procedimentos administrativos ou em ações judiciais.

No caso da investigação social em concursos públicos, a banca reprova o candidato em situações que são comuns de acontecerem, mesmo sabendo que é indevida a eliminação.

Veja a seguir os fatores que podem ser analisados na investigação realizada pela banca do concurso público e, também, se eles são motivos suficientes para ferir sua idoneidade ou conduta a ponto de te desclassificar do certame.

Sofri depressão, câncer e outras doenças graves, isso também reprova?

Em regra, você não pode ser reprovado no concurso por ter uma doença grave. Entretanto, em alguns certames que tenham exame médico e/ou psicotécnico, pode ser que você tenha alguma dificuldade.

Mesmo se a eliminação ocorrer em razão de doenças, é possível recorrer à Justiça para tentar reverter essa reprovação.

Candidatos com nome negativado no SPC, SERASA e outras dívidas

Outra situação comum que reprova os candidatos na fase de investigação social é a exclusão daquele participante que possui “nome sujo” em órgãos de proteção ao crédito, como SPC e SERASA.

No entanto, a Justiça também entende que se trata de uma eliminação desproporcional. A banca examinadora não pode desclassificar um participante por este motivo.

Neste caso, o candidato também tem o direito de contestar a decisão administrativa.

Fui condenado em processo cível, posso ser eliminado do concurso?

As condenações em processos cíveis, como cobrança de dívidas, indenizações e outros, em regra, não podem eliminar o candidato na fase de investigação social, pois não se trata de antecedentes criminais.

Demissão por justa causa pode me reprovar nessa análise da banca examinadora?

Nesse caso, é importante identificar o que consta no edital como condição para gerar eliminação na fase de investigação social.

Dependendo do rigor da banca e do concurso, em especial, se for de carreiras policiais, magistratura, procuradoria, promotoria, pode ocorrer a sua eliminação.

Porém, em alguns casos é possível tentar reverter através de ação judicial.

Sou servidor público e sofri penalidade de advertência ou suspensão no PAD, isso prejudica outro concurso?

Em alguns concursos públicos, pode ser que o fato de você ter registros em Processo Administrativo Disciplinar, dependendo da infração cometida e se você foi penalizado ou não, isso pode interferir de alguma forma no seu novo certame na fase de investigação social.

Entretanto, se o resultado do processo disciplinar não causou sua demissão, mas apenas uma advertência ou suspensão, logo, ser reprovado no concurso por causa dessa penalidade seria desrazoável e desproporcional.

Posso ser eliminado do concurso por ter recebido o auxílio emergencial de forma indevida?

Sim, você pode ser eliminado se tiver recebido parcelas do auxílio emergencial no período da pandemia do coronavírus indevidamente, ou seja, sem a necessidade de ter ajuda do governo federal.

Desta forma, os saques indevidos podem acarretar a sua eliminação, pois o recebimento do auxílio sem necessidade pode ser configurado como estelionato.

No entanto, entendo que essa decisão da banca examinadora pode ser revista na Justiça, porque não se mostra razoável e proporcional.

Estou respondendo processo por dirigir sob efeito de álcool (lei seca/bafômetro), serei reprovado no concurso?

Depende do concurso que você estiver prestando e da exigência da banca examinadora. Caso seja muito rigorosa, talvez você possa ser reprovado. Todavia, neste tipo de situação é muito provável que consiga reverter.

Cometi um ato infracional quando era menor de idade, isso pode me reprovar no concurso?

Talvez esse histórico infracional dificulte a sua aprovação na fase de investigação social, inclusive com a sua contraindicação.

Porém, caso haja a reprovação, entendo que não há antecedentes criminais, uma vez que na adolescência se trata de ato infracional e não crime.

Inclusive, as sanções disciplinares para o menor de idade têm natureza administrativa e não penal. Logo, será possível recorrer em caso de eliminação por esses motivos.

Candidatos com investigação criminal em andamento podem ser eliminados?

É o caso de alguns participantes que são eliminados por estarem sofrendo algum tipo de investigação criminal. 

Contudo, esse tipo de reprovação é contra o princípio da presunção da inocência, que está no art. 5º, LVII da Constituição Federal de 1988, pois ainda não foi iniciado o processo e, muito menos, houve a sentença condenatória transitada em julgado (fim do processo). 

Inclusive, o Supremo Tribunal Federal e o Superior Tribunal de Justiça entendem que a exclusão do candidato que se encontra nessa situação corresponde a uma ação desproporcional, que fere princípios constitucionais.

Confira a decisão do STJ que fundamenta essas informações acima: 

DIREITO ADMINISTRATIVO. PROCESSUAL CIVIL. AGRAVO REGIMENTAL EM RECURSO EM MANDADO DE SEGURANÇA. CONCURSO PÚBLICO. INVESTIGAÇÃO SOCIAL. EXCLUSÃO. CANDIDATO. INSTAURAÇÃO. INQUÉRITO. IMPOSSIBILIDADE. NECESSIDADE. ANTECEDENTES. CONDENAÇÃO. TRÂNSITO EM JULGADO. PROTEÇÃO. PRINCÍPIO DA INOCÊNCIA. JURISPRUDÊNCIA. STF E STJ. 1. A mera instauração de inquérito policial ou de ação penal contra o cidadão não pode implicar, em fase de investigação social de concurso público, sua eliminação da disputa, sendo necessário para a configuração de antecedentes o trânsito em julgado de eventual condenação. Jurisprudência. (STJ – AgRg nº RMS: 39580 PE 2012/0244086-6, Relator: Ministro MAURO CAMPBELL MARQUES, Data de Julgamento: 11/02/2014, T2 – SEGUNDA TURMA, Data de Publicação: DJe 18/02/2014.)

Portanto, se o processo criminal ainda não transitou em julgado, ou seja, não tiver chegado ao fim, é possível contestar eventual eliminação no concurso.

Fale agora com um especialista sobre seu caso.

Processo criminal pode reprovar na investigação social?

A etapa do exame da vida social costuma eliminar muitos candidatos que estão sofrendo algum tipo de processo penal.

No entanto, esse tipo de reprovação afronta o princípio constitucional da presunção de inocência (art. 5º, LVII, da Constituição Federal de 1988), pois ainda não houve a sentença condenatória transitada em julgado.

Os próprios Tribunais Superiores, como o Supremo Tribunal Federal e o Superior Tribunal de Justiça, já decidiram reiteradas vezes que a exclusão de candidato em concurso público em decorrência do indivíduo sofrer uma ação penal é desproporcional e fere princípios constitucionais.

Em suma, é importante analisar cada caso concreto para identificar se houve ou não ilegalidade por parte da banca examinadora nas situações de eliminações de candidatos na fase de investigação da vida social e pregressa. 

Não havendo nenhuma explicação nas razões da eliminação, percebe-se que há um ato nulo e ilegal.

E mesmo que haja uma justificativa expressa pela Administração Pública, mesmo assim, essa decisão deve ser razoável e proporcional e não pode ferir o princípio da presunção da inocência. 

Logo, se a motivação da eliminação fere princípios constitucionais, esse ato administrativo é passível de controle por parte do Poder Judiciário.

Implicação prática nos processos judiciais

A tese de repercussão geral leva esse nome porque, de certa forma, ela tem efeito nos processos que já estão tramitando na justiça. Esses processos poderão ser afetados em casos que envolve situação similar à fixada na decisão do STF. 

O candidato que responde a algum inquérito ou ação penal e não foi condenado, mas mesmo assim foi eliminado pela banca, poderá se beneficiar ao juntar em sua ação judicial a tese proferida pelo STF. A pessoa terá a oportunidade de alegar que diante da decisão do Supremo Tribunal Federal é possível reconhecer a ilegalidade da eliminação.

Já em processos nos quais houverem sentença judicial negando ao candidato o pedido de se manter no concurso, ainda assim a pessoa poderá ingressar com uma ação rescisória para tentar reverter a decisão do juiz.

Princípio da Presunção de Inocência

Esse princípio jurídico previsto na Constituição, mais expressamente no artigo 5º, esclarece que “ninguém é considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”. Sendo assim, o conteúdo em questão é tido como base essencial para a tese firmada pelo STF.

Caso não haja um julgamento judicial condenando aquela pessoa, e ela estiver apenas respondendo a um processo criminal, no qual não há uma sentença reconhecendo o cometimento do crime ou condenação, a administração pública não poderá eliminar o candidato, nem mesmo em concursos de carreira policial.

Isso porque, se porventura, no processo for dado ao candidato o direito de ser absolvido e/ou inocentado, ele estará sendo prejudicado no concurso de forma injusta.

Implicação prática nos concursos públicos

Uma vez que a tese de repercussão geral foi reconhecida pelo STF, ainda assim poderá constar nos editais de concursos a previsão de eliminação do candidato, que responde a processo penal ou inquérito policial.

Nesses casos, o indivíduo tem a opção de questionar na justiça a contradição entre a cláusula do edital e a decisão do STF. Dessa forma, o candidato terá amparo nesta tese e, juridicamente, grandes chances de reverter a reprovação, mesmo que ela aconteça.

Na prática, isso não significa que a banca vá deixar de eliminar os candidatos, pois essa decisão do STF não vincula a administração pública e não obriga a conduta dos editais nesse sentido, porém isso afetará os juízes no entendimento dos casos concretos, o que dará maior segurança jurídica aos candidatos que entrarem com uma ação na justiça.

Para ter acesso a outros materiais como esse, se inscreva em nosso Canal e fique por dentro dos melhores assuntos sobre concursos públicos.

Fale agora com um especialista sobre seu caso.

Fui reprovado na fase de investigação social nos concursos: o que fazer?

Os motivos que levam à reprovação na investigação social devem ter alta relevância e, ainda, esse fato deve ser bastante sério e ter o potencial de comprometer o exercício do cargo público.

Em relação às regras sobre o que reprova na fase de investigação social, é essencial que você esteja atento às leis, critérios do edital e regras da banca examinadora.

Nesses casos, após ser reprovado na etapa de investigação social nos concursos, você deve analisar se a banca examinadora trouxe todos os detalhes, motivos e embasamentos jurídicos que justificam essa eliminação do certame.

Deve-se demonstrar em qual ponto e por qual quesito ocorreu a eliminação. Não havendo os detalhes da explicação, o ato administrativo é nulo e ilegal, sendo passível de contestação administrativa ou judicial.

Por isso, recomendo que você consulte um advogado especializado em concursos públicos, porque assim terá a análise correta dos fatos e poderá buscar o retorno ao certame.

Quando recorrer à Justiça após a eliminação na investigação social do concurso público?

Você não pode ser reprovado na fase de investigação social sem um justo motivo e sem nenhuma justificativa. Então, se a reprovação ocorrer sem relevância social, o ato administrativo pode ser contestado na Justiça.

Por exemplo: é desproporcional e desrazoável que um candidato seja eliminado do certame nessa fase simplesmente por ter seu nome inscrito em cadastros de órgãos de proteção ao crédito, como SPC e Serasa. 

Além disso, a banca é obrigada a apresentar os motivos e as razões que levaram à desclassificação de um candidato, bem como indicar quais itens da lei e do edital foram descumpridos. 

Isso porque, se não forem descritas as devidas razões e explicações, o ato administrativo é nulo e ilegal

Para ser reprovado, deve constar nos seus registros algo que comprometa o exercício da função do cargo público desejado. Ou seja, tem de existir algo realmente sério.

Caso você se encontre em uma situação dessa, vale a pena solicitar a consultoria de um advogado especialista em concursos públicos.

Preciso de advogado para entrar na Justiça após a eliminação na investigação social?

Após ser reprovado na investigação social em concursos, é essencial ter um advogado especializado para lhe orientar.

Isso porque contar com um profissional especializado é uma maneira de buscar os seus direitos de maneira mais eficaz, pois ele tem prática e entende a legislação com profundidade.

Assim, caso seja necessário recorrer à Justiça, cada situação deve ser bem analisada com a finalidade de identificar se houve ilegalidades ou não. 

Não havendo nenhuma explicação nas razões da eliminação, percebe-se que ocorreu um ato nulo e ilegal.

E mesmo que haja uma justificativa da administração pública, ela deve ser razoável e proporcional, além de não ferir o princípio da presunção da inocência.

Portanto, se você se encontra nessa situação, saiba que se a motivação da sua eliminação vai contra os princípios da Constituição, esse ato administrativo pode ser revertido pelo Poder Judiciário.

Fale agora com um especialista sobre seu caso.

Conclusão

Agora, você já sabe que diversos concursos públicos estabelecem como uma de suas etapas das provas a fase da investigação social. 

Essa etapa visa averiguar a sua idoneidade moral e conduta social, a fim de julgar se você estará apto ou não para o exercício do respectivo cargo pleiteado.

Normalmente, esse tipo de análise é aplicada em situações em que o cargo exige maior grau de responsabilidade.

Em especial, nos casos em que a imagem do servidor público se relaciona com a instituição, como, por exemplo, no caso do Ministério Público, polícias (militar, civil e federal), auditores-fiscais e magistratura.

Por isso, a Administração Pública pode utilizar a investigação social como requisito de aprovação no concurso público, nas hipóteses em que a natureza do cargo exige certa idoneidade, bem como se houver previsão legal para tanto.

É importante destacar que o candidato não pode ser eliminado por qualquer motivo. Deve haver justificativas com base nas leis e no edital.Porém, se você foi eliminado do concurso na fase de investigação social, recomendo que fale agora mesmo com um advogado especialista em concursos públicos.

Agnaldo Bastos
Agnaldo Bastos

Advogado especialista em ajudar candidatos de concursos públicos que sofrem injustiças e, também, servidores públicos perante atos ilegais praticados pela Administração Pública, atuando em Processo Administrativo Disciplinar (PAD) e em Ações de Ato de Improbidade Administrativa.

Leia mais artigos

Acompanhe nossas redes sociais

481 respostas

  1. Dr, Agnaldo

    Boa noite.

    Fui aprovado no concurso para agente penitenciário, porém, há 03 anos atrás fui detido (bafometro) o processo está correndo mas ainda não tive nenhuma audiência marcada. Vou ter problemas?

    Grato pela atenção.

    Ats,

    1. Olá, Atila. Depende do concurso que você estiver prestando e da exigência da banca examinadora. Caso seja muito rigorosa, talvez você possa ser reprovado. Mas este tipo de situação, é muito provável que consiga reverter na via judicial. Abraços e sucesso!

      1. Olá, me chamo Michel Fabrício.
        Deis de criança sonho em entrar para as carreiras policiais. Mais tem uma fase do concurso que me deixa com muitas dúvidas de continuar sonhando.
        Há seis anos atrás, e creio que até quando for passar por essa etapa, estaria fazendo uns 8 a 9 anos; pois estou me preparando… eu não tinha uma boa conduta, tais como:

        Usei entorpecentes como maconha. Andei com más companhias. .
        Bebia bebidas alcoólicas. ..
        Tive essa conduta por uns 2 a 3 anos…
        Dos 18 anos aos 20 a 21 anos.
        Faz seis anos que sirvo Jesus, muitas coisas mudaram… me casei, tenho 3 filhos …meus ex colegas me admiram, me respeitam… nunca mais frequentei esses lugares, nunca mais usei drogas, cigarros, bebidas…
        O meu bairro me tem como exemplo… me veem como um homem de Deus… eles nem me vê mais na rua, é só igreja serviço e casa.. Tenho o respeito de todos, a minha moral, dignidade, foi totalmente restaurada na sociedade… sou referencial por pastores e no trabalho por colegas….talvez nem se lembram o que eu era.. Pois mudei completamente! atualmente sou dirigente de uma congregação no bairro, faço programação evangélica na rádio. ..hoje trabalho no Fórum Cível de vigia noturno. .. e não é qualquer um que entrava, fui aceito pelo juiz… por não ter antecedentes. Mais minha chefe me perguntou o que foram aquelas brigas e ameaças. … ou seja fizeram um levantamento de mim…
        embora ter tido um passado ruim, não tenho nenhum inquérito policial, não possuo antecedentes criminais , mais possuo ocorrências policiais (BO ), que eu me lembro somam 16. Entre elas acidentes. Que sofri. . Furto do meu celular. . Roubo da minha moto… mais a qual fui vítima.

        Em duas possuo TCO por ameaça .
        Porém até hoje não tem nada , não paguei cestas básicas, não fui chamado no fórum. . Tirei o siscom
        E não aparece nada.
        Uma foi briga de adolescente (18anos) … a qual fiz ameaças. .. estava em efeito de álcool… fui conduzido à delegacia e liberado ..
        E outra, por ter tido sofrido vários acidentes, a qual estava certo..
        Acabei me envolvendo em outra e acabei perdendo a cabeça e alterei com o condutor, porque estava nervoso por ter acidentes em sequência a qual estava certo.
        fiz ameaças contra ele, embora não ter dado em nada, mais ficou registrado na delegacia.
        Me alterei com o policial e acabei mandando ele tnc.. 🙁 que vergonha!
        Ele me conduziu e logo fui liberado.

        Emfim, essas ocorrências ocorreram há uns 6 anos atrás, hoje sinto vergonha de tudo isso. Mais sei que tudo o que passei,foi para que o nome do SENHOR seja glorificado!

        sonho especificamente em entrar na PM, embora seja mais rígida. A PC é Mais tranquilo o ingresso, contudo, eu trabalharia em qualquer instituição, sem consultar remuneração, mais só de realizar o sonho ja importa …
        o senhor acha que poderia sim ter problemas na investigação social?
        Por favor me responde, pois preciso tirar isso do meu coração. 🙁
        Deus te abençoe! Um forte abraço.

      2. Se eu reprovar pela questão do nome sujo, eu entrando na Justiça consigo o cargo mesmo assim?
        E questões odontológicas causam reprovas também?

      1. Boa noite. Estou estudando para carreiras policiais, nunca passei dentro de uma delegacia de polícia. Tenho minha ficha limpa.
        Porém, tive problema por uso de drogas e há 4 anos estou limpo de alma e espírito.
        Lendo artigos sobre esse tema, investigação social, percebo que o que fiz no passado me condena perpetuamente.
        O senhor pode me ajudar?

    2. Também fui aprovado nesse concurso e, segundo o edital do mesmo, essa fase visa identificar também os “Alcoólicos”, que serão eliminados. Acredito que reprovará.

    3. Fui da marinha por três anos, nunca cometi nenhuma punição e não estou na justiça, além de ter conceito, porém recebi uma carta pra sair da marinha por conveniência do serviço e estou recorrendo..posso ser reprovado na investigação social?

      1. Olá, José! Obrigado por comentar e participar do nosso blog! Para verificar o seu caso sugiro marcarmos uma conversa por contato telefônico ou WhatsApp, pois precisamos analisar o seu caso concreto do respectivo concurso. Caso deseje marcar um horário com uma orientação mais específica, por gentileza, nos envie detalhes do seu caso no seguinte link https://api.whatsapp.com/send?phone=55062981854175.
        Desejamos-lhe sucesso! Agnaldo Bastos Advocacia Especializada agradece o contato! Abraços!

        1. Bom dia ,fiquei lincenciada por 3 veses no inss, na cid 32.2 e 41.1 , só que foram problemas pessoais que me levaram a insonia, estress… o medico colocou essas CID acima, porem hoje me sinto bem e curada.. Minha duvida e pergunta é isso pode me prejudicar em concurso publico, pois tenho vontade em fazer concurso para policia civil ou qualquer outro na area de segurança publica! SE eu conseguir um laudo medico dizendo que estou apto e curada dos problemas, mesmo barrada em concurso publico ,poderei recorrer judicialmente sobrea decisão da banca examinadora? ou quais curso e formação pode limpar minha ficha medica e comprovar a minha cura oficialmente e me liberar a fazer os concurso publicos relacionado a segurança publica?

          1. Olá, Jessica! Obrigado por comentar e participar do nosso Blog Advocacia dos Concursos! Em relação a sua dúvida, nos envie sua situação no seguinte link através do whatsapp clicando neste link http://wa.me/55062981854175 Desejamos sucesso para você! Abraços!

    4. Olá, você não poderá ser eliminado, seu caso se encaixa em processo em trânsito não julgado, então você não foi sentenciado como culpado, em emenda está disposto que tal ato fere o princípio constitucional da presunção da inocência (art. 5º, LVII, da Constituição Federal.
      Observação: essa regra te resguarda até o momento de trânsito de processo. Pós sentença contra seu favor não surtirá efeitos.

    5. Boa tarde Dr. Tudo bem?!
      Meu nome é Marcio e tenho uma duvida, em 2001 tive um problema por posse de droga ( maconha), porém, fiquei na tranca por 30 dias. Quando eu consulto o site da tjsp consta que nao fui condenado. Eu posso ao passar no concurso publico para policia civil do estado de SP, corro risco de não me apossar do cargo na pesquisa social?
      Obrigado pela ajuda!!

    6. Boa noite Atila,
      li seu comentário e me encontro em situação parecida. Gostaria de saber o que aconteceu no seu caso, você conseguiu a aprovação???

      Att.,

    7. Eu acabei esquecendo de anexar um croqui de onde resido no Formulário de Investigação Social. Eu posso recorrer em caso de eliminação?

  2. Boa tarde, sou servidor municipal e em 2004 apos PAD sofri uma penalidade de advertencia, isso me eliminaria num concurso com analise de vida pregressa?
    att

    1. Olá, Patrício! Dependendo do concurso público e do rigor da banca examinadora, pode ser que o fato de você ter sofrido o PAD te prejudique. Entretanto, se o resultado do processo disciplinar não ensejou sua demissão, mas apenas uma advertência, logo, você ser reprovado no concurso por causa dessa advertência seria desrazoável e desproporcional. Portanto, cabível o controle jurisdicional, ou seja, pode ser revertido tal eliminação através da Justiça. Espero ter esclarecido! Abraços!

      1. Boa noite, fui pego na lei seca em 2009 e recuzei-me a realizar o bafometro, o que após processo, que durou 5 anos, perdi minha habilitação e apenas refiz o curso de legislação de trânsito para tirar novamente a cnh. Seria isso uma causa de reprovação na IS?

    2. Bom dia,fui contra indicado na Investigação social resultado preliminar e já fiz o recurso adm. motivo ter em meu desfavor uma acao civel arquivada definitivamente com trânsito em julgado há mais de 5 anos e apesar de ter nada consta em todas as certidões dos órgãos .coloquei a xerox da da acao cível junto a elas pois e por conta dela a banca fez isso.poderia a banca me contra indicar.?

  3. Uma pessoa que trabalha como Guarda Municipal através de concurso, porém que já sofreu 5 sanções disciplinares, como advertência e suspensão em dias, e tem um ato infracional quando menor, pode reprovar na Polícia Federal ou Polícia Civil fase de investigação social, se sim, essa pessoa consegue ganhar na justiça

    1. Sérgio, pode ser que este histórico dificulte a pessoa na fase de investigação social, inclusive com a sua contraindicação. Entretanto, caso haja a reprovação, entendemos que não há antecedentes criminais, uma vez que na adolescência trata-se de ato infracional e não crime, bem como as sanções disciplinares, tem natureza administrativa e não penal. Logo, será possível recorrer ao Poder Judiciário em caso de eliminação por esses motivos.

    2. Bom dia, quando menor tive uma medida socio educativa, 1 ano depois o oficial de justica me entregou um papel do ministério publico, que me concedeu o perdao judicial e o arquivamento do processo, ja puxei meu nome e esta tudo limpo, sera que se eu passa na fazer de investigação social tenho que aborda esse fato…. e sera que por te acontecido esse ocorrido posso ser desclassificado do concurso da PM

    3. Quando vc passou na guarda municipal vc colocou na ficha de investigação social que tinha respondido como menor ? Pois estou na sua situação respondir como menor e passei na guarda ser a quê coloco ou não?

  4. Ola Dr Agnaldo
    Queria saber se podem me reprovar na is do concurso da policia militar, pelo fato de ja ter feito tratamento para depressao a uns tres anos atrás, e nesse periodo fiquei afastada por dois anos devido ao tratamento, isso causa reprovação?

    1. OLá, Lilian! Em regra, você não pode ser reprovado por ter tido depressão. Dependendo do concurso, se for de carreira policial ou que tenha exame psicotécnico, pode ser que você tenha alguma dificuldade. Mas se você for eliminada por essa causa, é possível recorrer ao Poder Judiciário para reverter tal reprovação.

    2. Ter estado em perícia pelo INSS, devido acidente de trabalho( depressao), durante 4 meses, implica na investigação da PRF?
      Obs. Não era cargo público.

  5. Boa tarde. Fui aprovado no concurso público pra polícia Militar, recentemente casei no civil, mudei meu nome, mas fiz o processo de investigação social com o nome de solteiro pois não tenho nenhum documento atualizado com nome de casado. Isso implica em eliminação?

    1. Dr°,Boa noite!
      Gostaria de parabenizar pelo conteúdo e também gostaria de tirar uma dúvida.
      Fui servidor público no Espírito Santo por 5 anos( 2010 até 2014) e ao passar em outro concurso público de outro estado(o qual exerço desde 2014), acabei abandonando o cargo ao invés de pedir exoneração. Com isso, sofri a penalidade de demissão (publicada em janeiro de 2016) com inabilitação para exercício de outro cargo público no referido estado por 2 anos.
      A minha dúvida é que estou aprovado em um concurso público do estado do RJ o qual há previsão de preenchimento de declaração de que não foi demitido de cargo público de qualquer estado, município… Posso ser reprovado por isso mesmo depois de tanto tempo?
      Desde já agradeço a atenção.

  6. Bom dia… Réu em processo cível por dívida de empréstimo junto à Caixa Econômica pode trazer problema? Foi negociado na justiça e tá sendo pago.

    1. Olá, Paulo Villar! Processo cível, em regra, não pode eliminar o candidato na fase de investigação social, pois não se trata de antecedentes criminais. Caso seja reprovado por este motivo, é possível recorrer ao Poder Judiciário para reverter tal eliminação.

      1. Olá.
        Eu gostaria de saber se o fato de fazer tratamento psiquiátrico para transtorno bipolar impede de tomar posse na polícia federal. Detalhe: estou estavel há muitos anos.

  7. Boa noite,fui aprovado no concurso da PM, tenho uma dúvida sobre a investigação social, quando eu era menor de idade, fui pego pilotando uma moto sem habilitação, infrigi 3 artigos (ARTIGO. 330 E 331 DO CPB E ARTIGO. 309 DO CTB), desacato,desobediência e pilotar veículo sem carteira de habilitação, como eu era menor de idade minha mãe quem assinou o TCO, o mesmo foi arquivado, aconteceu há 7 anos atrás, isso pode me eliminar ??

    1. Olá, Diogenes! Como se trata de algo cometido como ato infracional na adolescência não trará prejuízos na fase de investigação social. Caso ocorra alguma eliminação por este motivo, é possível recorrer ao Poder Judiciário para sanar tal reprovação.

        1. Olá, Anne! Obrigado por comentar e participar do nosso Blog Advocacia dos Concursos! Em relação a sua dúvida sobre o candidato ser reprovado durante a etapa de investigação social por ter medida preventiva, irá depender do edital e do rigor da Banca Examinadora. E, caso você seja aprovado nas etapas anteriores e eliminado nesta fase, poderá estar recorrendo ao Poder Judiciário visando a possibilidade de reverter a eliminação e estar retornando as demais etapas do concurso. Nos envie sua situação no seguinte link através do whatsapp clicando neste link http://wa.me/55062981854175 Desejamos sucesso para você! Abraços!

      1. Eu tenho um desacato a autoridade quando eu tinha 18 ou 19 anos não em lembro ao certo, hoje tenho 34 e nunca mais tive problema com a justiça, porém quero estudar para o concurso AGEPEN, mas estou com receio de não passar na IS. Será que corro esse risco?

      2. Boa noite dr !!!

        Estou na fase de investigacao social da PCSP2022 e ate hoje 11/dez nao recebi a visita ou algo parecido da PC para possivel entrevista. Esrou receoso por estar com nome sujo no SPC nao por maldade e sim dificuldade financeiro. Sera que eles viram e ja me contraindicou para o prosseguimento no certame??? Moro em BH/MG … sera que ainda devo receber ou eles sao intransigentes em conteaindicar e eu saberei so na epoca da publicacao. Posso perder a esperanca no concurso ??? Tenso demais issi… tenso mesmo

    2. Olá respondi um processo por estelionato meu marido prestou pra polícia civil, ele pode ser reprovado na investigação social por culpa do meu passado ?

  8. Olá, boa noite. Esses dias discuti feio com a minha mãe. Falei um pouco alto com ela e ela chamou a polícia aqui em casa. Não fiz absolutamente nada. Apenas falei alto e bati o portão (quebrando o portão). A polícia chegou, entrou na minha casa, me ouviu e ouviu ela. Na hora dos ânimos quentes, ela falou para os PMs que eu ameacei ela (o que é mentira). No final não deu em nada e os PMs foram embora. Eles perguntaram se ela queria fazer BO por ameaça e dano, ela falou que não. Não deu em nada. Porém, por conta desse único episódio, fiquei com uma má fama na minha rua. De uma pessoa que não respeita a mãe, que ameaça a mãe etc.. (isso não é verdade). Não tenho antecedentes criminais. Nunca respondi processo criminal etc. Por esse único fato, poderei ser reprovado na etapa de investigação para o PF/ PRF ou PC?

    1. Como não há registros criminais, provavelmente não gerará prejuízo para você. Se ocorrer, poderá recorrer ao Poder Judiciário.

      1. Menos mal. Mas me disseram que essa etapa de investigação social abrange, não só o atestado de antecedentes criminais, mas, também, idoneidade moral. É uma etapa muito subjetiva. A gente nunca sabe o que pode pesar contra nós. Enfim, só estava um pouco preocupado com relação ao fato que ocorreu entre mim e minha mãe. Tenho consciência tranquila em relação ao meu caráter e à minha moral. Obrigado.

        1. Boa tarde, em 1995 fui condenado a pagar multa por ter infringido o art. 28 da LCP sendo que eu tinha porte de arma e em 2002 tive um processo por infringir o art. 10 da Lei do desarmamento só que tive a suspensão condicional do processo, terei problema na IS da policia civil? foi trabalhando como vigilante noturno autônomo esses processos.

  9. Olá, trabalhando na educação tive Sindrome de Burnout e depressão fiquei readaptado por um ano em setor diverso. Passei num concurso para PM, terei problemas na investigação social por ter sido readaptado por esses problemas psicólogicos que tive a um ano atrás?

    1. Olá, Lualison! Obrigado pelo comentário e por participar do nosso BLOG! Provavelmente não haverá problemas na fase de investigação social, pois tal situação trata-se não da vida pregressa, mas talvez algo relativo a fase de avaliação médica ou psicológica.

      1. Boa noite dtr Agnaldo Bastos, uma pessoa que ficou linceciada no INSS umas 4 vezes alguns anos por depressão devido problema de separação, insonia ,condição financeira relacionado a pressão psicologica no emprego como motorista de coletivo e também relacionado ao desemprego , poderá participar de concurso publico futuramente para policia civil , estando curado e com laudo medico de recuperação!??

      1. Prezado Lucas, obrigado por comentar e participar do nosso blog Advocacia dos Concursos. Em relação a sua dúvida, é importante você identificar o que consta no edital como condição para gerar eliminação na fase de investigação social. Dependendo do rigor da banca e do concurso, principalmente, se for de carreiras policiais, pode ocorrer a sua eliminação. Porém, é possível tentar reverter através da via judicial. Dependerá de cado caso.

        1. Olá, eu era usuária de crack (curto prazo) Fazem 3 anos q estou limpa, também não tive sequelas… Isso pode atrapalhar?

        2. No edital da pmesp está apenas demissão por justa causa, não especifica os motivos que podem reprovar, foi demitido dos meus dois primeiros empregos por abandono, ainda há chances se eu recorrer?

        1. Boa noite, quando tinha 19 anos tive uma moto mais não tinha habilitação, trabalhava com a mesma para o sustento meu e de minha mãe, pois a mesma não trabalhava, ou eu trabalhava e pagava a moto e nos sustentava, ou tirava a habilitação, enfim a moto chegou a ser presa 3 vezes, não vezes seguidas porém foi presa, nunca ofereci perigo a outrem nessas 3 apreensão da moto, o problema era realmente a habilitação! Depois da terceira vez não tirei mais a moto, então o estado leiloou e abateu a dívida do pátio e eu arrumei outro serviço! Isso já faz 11 anos, estou indo para investigação social da PMESP, eu relatando dessa forma pode me prejudicar mesmo assim? Obrigado

  10. Dr. Minha situação é um pouco complicada e gostaria de ajuda. Já fui condenado por cheques sem fundos art 171, já usei drogas e já fui internado. Gostaria de fazer concurso para a PRF, será que passo no exame de investigação de vida regressa?

    1. Olá, Israel! Obrigado pelo comentário e por participar do nosso BLOG! Neste tipo de situação, o ideal é você tomar alguma providência por meio de uma consulta preventiva na hora de preencher a ficha com seus dados para fase de investigação social no concurso da PRF. Caso queira uma análise mais específica do seu caso, por gentileza, nos envie um e-mail contato@agnaldobastos.adv.br que explicaremos os procedimentos para agendamento de consulta jurídica. Aguardamos seu contato!

  11. Olá, boa noite!
    Em 2013 fui pego na lei seca e fui preso pois o teor alcoólico deu um pouco acima do tolerável .
    Em 2014 consegui a suspensão condicional do processo e em 2016 o processo foi extinto .
    Estou estudando para PF será que posso ser reprovado na investigação social, caso seja aprovado?
    Obrigado.

    1. Olá, Raphael! Obrigado pelo comentário e por participar do nosso BLOG! Normalmente os Tribunais vem entendendo que a suspensão condicional do processo por si só não poderia gerar a eliminação do candidato. Logo, se houver alguma reprovação na PF por esse motivo, será possível recorrer ao Poder Judiciário. Caso queira uma análise mais específica do seu caso, por gentileza, nos envie um e-mail contato@agnaldobastos.adv.br que explicaremos os procedimentos para agendamento de consulta jurídica. Aguardamos seu contato!

  12. Boa tarde,quando servi ao Exército sofri algumas punições por atrasos e uma falta ao serviço, meu comportamento não está registrado como “Bom”,Não tenho antecedentes criminais, não tenho punições por onde trabalhei, e saí do Exercito há 9 anos,Não fui expulso, Isso pode reprovar na investigação social de um Concurso de Guarda Civil Municipal ?

    1. Olá, Eduardo! Obrigado pelo comentário e por participar do nosso BLOG! Deve ser analisado o edital do concurso da guarda municipal para identificar se há previsão a respeito de antecedentes na área militar de alguma punição. De qualquer forma, se você for eliminado exclusivamente por esses motivos, poderá recorrer ao Poder Judiciário para reverter tal reprovação. Caso queira uma análise mais específica do seu caso, por gentileza, nos envie um e-mail contato@agnaldobastos.adv.br que explicaremos os procedimentos para agendamento de consulta jurídica. Aguardamos seu contato!

    2. Boa noite dr em 2014 ganhei uma justa causa entrei com uma ação trabalhista pra reversão de causa consegui e saquei meu fgts agora fiz inscrição pro depen eu posso ser reprovado na investigação social?

  13. BOA NOITE DR! CERCA DE DOIS ANOS ATRÁS FUI ENCAMINHADO COM UM COLEGA À DP, AMBOS DE MAIORES, COMO TESTEMUNHA NA PRISÃO DE UMA TRAFICANTE, PORÉM NADA LÁ EU ASSINEI, DEI ALGUMAS INFORMAÇÕES PESSOAIS E FUI LIBERADO. POUCO TEMPO DEPOIS ESSE COLEGA MEU FOI ABORDADO, E NA CONSULTA DE INFORMAÇÕES PESSOAIS DELE O POLICIAL VIU QUE ELE ERA TESTEMUNHA DE ALGO, PORÉM NÃO SABIA O QUE ERA. TENHO QUASE CERTEZA QUE MEU NOME TAMBÉM CONSTA COMO TESTEMUNHA, EIS A MINHA PERGUNTA: ISSO PODE ME IMPLICAR NA FASE DE INVESTIGAÇÃO DA VIDA SOCIAL E PREGRESSA PARA INCORPORAR NA PM, E TEM ALGUM MODO PARA EU SABER SE TENHO REGISTRO COMO TESTEMUNHA? FALO DE BRASÍLIA!

    1. Olá, Wellison Gomes! Obrigado pelo comentário e por participar do nosso BLOG! Em regra, este tipo de procedimento de ser encaminhado apenas para a Delegacia não implica em antecedente criminal. Se houver alguma eliminação, é possível recorrer ao Poder Judiciário. Caso queira uma análise mais específica do seu caso, por gentileza, nos envie um e-mail contato@agnaldobastos.adv.br que explicaremos os procedimentos para agendamento de consulta jurídica. Aguardamos seu contato!

      1. Olá doutor, tenho 3 tco, por art, 176 CP, porém Nunca fui condenado…

        Todos os processos, foram arquivados, sem sentença condenatória..

        Posso ser reprovado na IS?

  14. Olá, gostaria de saber se vou ser reprovado de uma coisa que fiz quando adolescente (sem consciência do que estava fazendo) usei entorpecente inalaveis. Me arrependo… agora isso me condena.

  15. Boa Noite! Tenho uma dúvida que me assombra a consciência. Sou militar de carreira do Exército, em 2014, eu sofri uma punição disciplinar (2 dias de prisão). Foi uma situação que eu estava com 2 meses de tropa, totalmente desinformado. Fato isolado na minha carreira e totalmente contrario as minhas condutas, desde lá ocupo funções de confiança do CMT. A pergunta é se isso pode me excluir de concurso público?

  16. Boa noite DR. Eu trabalho nos correios e tive faltas injustificadas e respondi processo administrativo, isso ja faz três anos. pode me complicar na investigação social da policia civil?

      1. Olá, nobre! Tenho uma dúvida parecida com a sua. Gostaria de saber se deu algum problema com você na investigação social? Desde já agradeço!!

  17. Quando eu era menor fui levado a delegacia com uma moto furtada, eu tinha 12 anos de idade na época quando enterei 14 fui levado pra delegacia.porque eu tinha dado fuga da policia de moto , depois fui levado outra vez quando eu tinha 15 anos de idade por causa de uma briga, mas não deu nada , o juiz so deu uma advertencia e boa : agora estou com 21 anos de idade , passei no concurso da policia civil, sera que eu vo ser reprovado na investigação social?

  18. Boa tarde. Ha 5 anos. Tive uma briga com minha ex companheira. Onde agredi ela verbalmente e fisicamente. E ela fez um b.o contra mim. Fui intimado. Compareci a delegacia e o delegado me liberou dizendo que estava tudo certo. Isso impede eu entrar na PM, PF ,Polícia civil ou PRF. Como faço na hora de prencher o formulário de investigação social.

  19. Olá, desejo prestar concursos como da Policia Civil e Ministério Público, quando era menor tive um processo por xingar uma menina na escola(eu tinha 14 anos na época)tive uma audiência com o promotor depois o processo foi extinto por remissão da pena. Gostaria de saber se isso me prejudicaria na fase de investigação social? Grata.

  20. Ter 02 multas na CNH (sinal vermelho e contramão) desclassificam se no edital está expressamente previsto que na investigação social será levado em consideração pontos negativos em CNH? mesmo que todas as outras condições sejam favoráveis?

  21. Boa noite Dr. Agnaldo, ficaria muito grato se esclarecesse essa dúvida que me aflingi, quando menor cometi ato infracional fui pego cm uma pequena quantidade de maconha na época possuía 16 anos, fui punido apenas cm uma advertência do juiz, isso 7 anos atrás, hoje levo uma vida totalmente diversa da dos tempos de adolescência e pretendo prestar cursos para PC, PF, PRF esse fato poderia me prejudicar?

  22. Boa Noite.
    Cometi um ato infracional há 20 anos atras quando tinha 17 anos, só fiquei na delegacia até o meu pai ir me buscar, não foi nada grave demais, e há 10 anos atrás, cumpri uma suspensão no Banco do Brasil por descumprimento de manual normativo ( tipo o dia a dia é uma coisa e no normativo te mandam fazer outra) depois disso aprendi a não contestar ordens e já ganhei duas promoções no banco. Gostaria de saber se isso me impediria de tentar uma carreira na policia civil se seria barrado na investigação social

  23. ola, boa noite, no ano de 2016 assinei um TCO por porte de entorpecentes, maconha, e já paguei a multa referente ao termo, gostaria de saber se ter usado maconha anteriormente e respondido por isso pode me prejudicar na investigação social, desde já, obrigada.

  24. fui condenado a pagar uma multa no valor de 860 reais por não comparecer a uma audiência ,a qual ainda nao foi paga,e passei em um concurso da policia militar ,isto implica na minha reprovação na avaliação social?

  25. Oi boa noite!
    Pretendo prestar concurso da Polícia Cívil ( Ja venho me preparando há muito tempo.) Porém, meu ex namorado foi preso e condenado por 157. Já faz 2 anos que separamos e nao temos mais nada um com outro, mas meu nome vai constar na lista de visitante na SEJUS, gostaria de saber se a reprovação na fase da investigação social irá acontecer inevitavelmente. Apesar de não temos mas vinculo algum com o mesmo. Nunca respondi processos judiciais, nem tive nenhuma conduta imprópria na minha vida civil.

    1. Olá, Khatarine! Você não pode ser prejudicado em decorrência de uma conduta de terceiros que não esta sob seu controle. Se ocorrer alguma reprovação dessa natureza, tal eliminação será ilegal, sendo cabível o controle jurisdicional da situação. Abraços e sucesso!

      1. Sou casada no civil com um presidiário, tenho meu cadastro no SAP. Isso pode me afetar na fase da investigação social? Pretendo fazer o concurso p area de segurança pública

        1. Olá, Myrela! Obrigado por comentar e participar do nosso Blog Advocacia dos Concursos! Em relação a sua dúvida a respeito da fase de investigação social para carreiras de segurança publica, em regra, só poderá haver eliminação do candidato, se houver previsão legal que o defina, então ter cadastro no SAP, não elimina. Porém, a depender do edital e do rigor da Banca Examinadora, pode ser que você seja eliminada, contudo, é possível recorrer ao Judiciário na tentativa de reverter uma possível eliminação. Nos envie sua situação no seguinte link através do whatsapp clicando neste link http://wa.me/55062981854175 Desejamos sucesso para você! Abraços!

    2. Boa tarde gostaria de prestar concurso da pm porém tenho um processo na polícia federal por tráfico internacional de drogas onde fui pego com 18 frascos anabolizantes. Sou atleta e são para meu uso próprio. A condenação saiu como serviço comunitário. Ainda não fui notificado isso pode me reprovar na investigação social.

  26. Dr, Agnaldo
    Boa tarde!
    Estou respondendo um TCO por uma confusão com uma vizinha, até que ponto isso pode me prejudicar?
    E também, teria como ela voltar atrás na denúncia, de modo que esse TCO não fique no sistema?

    1. Boa tarde, Marconi! Normalmente este tipo de situação isoladamente não pode eliminar o candidato. Se ocorrer, é possível recorrer ao Poder Judiciário para reverter sua reprovação por causa do TCO. Abraços e sucesso!

  27. Dr. Agnaldo! Fui pego na lei seca artigo 306, estou respondendo administrativamente e criminalmente. Consigo tomar posse em concursos na área policial? Consigo tomar posse em concursos em outras áreas?

    1. Olá, Guilherme! Como você esta respondendo administrativa e criminalmente pode ser que tenha um pouco de dificuldade de tomar posse em concursos de carreiras policiais, principalmente, na fase de investigação social. Mas entendemos que eliminar candidato sem sentença penal transitada em julgado seria ilegal. Portanto, caso ocorra alguma reprovação sua, é possível recorrer ao Poder Judiciário. Espero ter esclarecido. Boa sorte e sucesso! Abraços!

    2. Bom dia Dr Agnaldo.
      Em agosto de 2018 me envolvi em um acidente de trânsito, era aproximadamente 20:00 hrs , o motoqueiro estava em alta velocidade e com o farol apagado, dei seta para entrar a esquerda não vi o motoqueiro e batemos, o motoqueiro teve lesão corporal, fiquei local do acidente até chegar o socorro e fui na delegacia prestar esclarecimentos, O motoqueiro não tinha nenhum documento dele e nem da moto, recebi uma intimação como autor de praticar lesão corporal na direção do veículo e ele como Vitima.
      O julgamento é em maio, quero saber com o senhor qual a possibilidade de eu ser inocentado e se implica na investigação social da PM.

    3. Guilherme, de la pra ca, no ano de 2020, vc chegou a fazer algum concurso? Se prejudicou em alguma investigação social? Estou na mesma situação que vc.
      Manda msg la no zap (84) 98818-4592

  28. Bom dia advogado !
    Estou sendo réu em um processo pelo Art. 184, § 2 do Código Pena, cometi a besteira de comercializar alguns materiais de concursos, isso pode me eliminar no concurso da policia militar de Brasília? a banca é a IADES?

  29. Briguei na faculdade ,fui expulsa do curso,fiquei sabendo que os pais da menina registraram boletim de ocorrência contra mim mais não levaram a frente,apenas cobraram providências da faculdade,fora isso tive um boletim de ocorrência registrado contra mim em 1999 por briga também… posso ser reprovada na investigação social?

  30. Ola, Dr.
    Minha dúvida é que fui demitida por justa causa em empresa privada, por motivo de alterar a data do atestado, isso me elimina na fase de investigação social no concurso da policia civil?

  31. Olá, Doutor.
    Servi como Jurado no TJ-SP, e vou prestar concurso para AGETEL da PC-SP, eu fico dispensado da comprovação de idoneidade moral e investigação social?
    Nunca tive ocorrências, nem discussões com vizinhos, eu tão somente tive uma ocorrência de briga durante minha vida escolar..

  32. Digamos que uma pessoa é detida por cometer um ato infracional na adolescência. Ainda não passada a adolescência ela presta um concurso mas é reprovada na investigação social. É uma atitude legal da banca?

  33. OLA DR. AQUI E O JAMES DE SAO PAULO, ESTE ANO TIVE UMA BRIGA COM MINHA ESPOSA, ONDE ACABOU ENVOLVENDO OS VIZINHOS, E ACABEI SAINDO NA MAO COM O VIZINHO, POREM APANHEI PQ ESTAVA BEBADO, NÃO USO MAIS ALCOOL E FOI POUCAS VESES QUE BEBI, NÃO FOI ACIONADO A POLICIA, NÃO TENHO PASSAGEM NEM ANTECEDENTES, SERVI O EXERCITO TRES ANOS E SAI NO COMPORTAMENTO BOM. ESTOU COMO CANDIDATO DA POLICIA CIVIL E MILITAR. POSSO SER REPROVADO NA IS.?

  34. Olá boa tarde!

    O que acontece se na investigação social, quando das perguntas feitas a ex-colegas de trabalho por exemplo, se algum deles mentir a meu respeito pra me prejudicar e querer me tirar do pleito do concurso…o que acontece? Não tenho direito de resposta? Não é vedado o anonimato de quem mentiu?

  35. Estou em fase de acordo financeiro com a receita federal….motivo: imposto de renda . Meu certificado sai positivo com efeito negativo ….isso pode me prejudica concurso polícia rodoviária federal??

  36. Ola,Agnaldo!Quero muito prestar o concurso de Policia Civil e estou com uma duvia,cumpri medida socioeducativa.Isso pode me reprovar na investigação social? O processo é de 2007 mais o Juiz pediu a internação em 2010, (Art.33) …

  37. O trânsito em julgado condenando por dívida de empréstimo com caixa econômica…. É decretando execução… Pode dar bronca processo por dívida? Me fale a verdade é me esclareça por favor.

    1. Olá amigão a mais de 3 anos fui levado a delegacia por ameaçar uma garota na qual namorávamos e ela me traiu,perdi a cabeça e chinguei, nisso fui pego em flagrante e levo as delegacia paguei fiança e sai, e o processo vai ser daqui uns 6 meses isso impedi eu de fazer a prova da pmpr de 2020 agora no mês 6?

  38. Dr. Agnaldo, fui parado na Lei Seca porém não soprei o bafômetro, contudo fui autuado e multado, sendo que no auto de infração, o agente da Lei Seca consignou que eu estava com “bafo etílico” e “olhos vermelhos”. Vou prestar concursos para área policial, isso pode me trazer alguma problema na fase de investigação social? Obrigado.

  39. Olá Dr. Sou bacharel em Direito e, há alguns dias uma amiga de minha irmã perguntou-me sobre o processo criminal do namorado dela que estava preso por tráfico. Eu respondi tudo, mas não tenho relação nenhuma com ela e muito menos conheço seu namorado. Isso seria problema na investigação social? E outra: antigamente eu tinha um carro e meu ex namorado acidentou-se com ele, sendo o mesmo apreendido e levado para um pátio onde permanece até hj. Isso também acarretaria problemas na investigação? A banca do concurso que farei é Vunesp (PC – SP). Muito obrigada Dr.!

  40. Dr. Agnaldo,
    Na Investigação social do meu concurso da policia pergunta sobre tratamento psiquiátrico. Estou com medo e não sei como colocar que ja tive tratamento e ser eliminado do processo seletivo.
    Gostaria de saber se já ter tido tratamento psiquiatrico seja por depressão, bipolaridade ou sindrome de burnout pode eliminar na etapa de Investigação social. Caso sim, é passível de recurso?

    1. Márcio. Você conseguiu descobrir? Estou querendo prestar o concurso para polícia civil e estou com medo de ser reprovada no Psicotécnico por isso.

  41. Olá dr Agnaldo
    No ano de 2014 foi aberto um B.O contra minha pessoa na Delegacia da Mulher da policia civil, precisei de advogado e prestei depoimento para a delegada, após a prestação de depoimento o caso foi arquivado, sendo assim não chegou a ser julgado, isso pode impedir meu ingresso na policia civil?

  42. Boa tarde! Em maio de 2017, fui agredida na casa de uma cunhada, pela minha ex namorada. Como a cunhada testemunhou contra mim, mesmo tendo eu sendo agredida, inicialmente fui réu no inquérito. Posteriormente, o juiz retirou as medidas protetivas dela e me concedeu medidas protetivas. É arquivou o inquérito. Ainda tenho em meu favor a medida protetiva. Tal inquérito arquivado, pode interferir na investigacao social da PMMG. Ressalto que tanto na PC, TJ- MG é justiça Federal, NADA CONSTA.
    OBRIGADA PELA ATENÇÃO.

  43. Olá Boa Tarde!

    Preciso que me ajude a esclarecer minha dúvida quanto a investigação social no Concurso da PMMG – Soldado.

    Um inquérito policial arquivado, pode me reprovar na Investigação Social?

    Entenda o caso…

    Em maio de 2017, fui agredida na casa de uma cunhada, pela minha ex namorada. Como a cunhada testemunhou contra mim, mesmo tendo eu sendo agredida, inicialmente fui réu no inquérito. Posteriormente, o juiz retirou as medidas protetivas dela e me concedeu medidas protetivas. É arquivou o inquérito. Ainda tenho em meu favor a medida protetiva.
    Ressalto que tanto na PC, TJ- MG e na Justiça Federal, NADA CONSTA.
    OBRIGADA PELA ATENÇÃO

  44. Dr. Agnaldo boa noite!
    Deixa te explicar.
    Quando tinha 17 anos precisei comprar um certificado de conclusão de ensino médio por causa de uma vaga de emprego que exigia o segundo grau, nesse período ingressei numa faculdade particular e cursei um curso com duração de 4 anos, minha documentação foi enviada para uma instituição federal e aceita pela universidade que emitiu meu diploma de nível superior o mesmo foi registrado por essa instituição pública, não sei muito porque isso pois estudei numa particular e registrou em uma publica e federal.
    Minha duvida é que eu quero prestar concurso para nível superior e carreira Polícial, mas tenho um grande receio da investigação social. O que você sugere que eu faça.
    Eu pensei em tirar meu 2° grau corretamente e cursar um tecnólogo de 2 anos, você acha se eu corrigir meu erro eu posso cair mesmo assim na investigação. Me ajude por favor.

  45. Boa noite Agnaldo Bastos, estou estudando para PF, PRF e PCDF e quero saber se meu problema em 2014 pode me atrapalhar na investigacao social, em 2014 organizei um evento e por insuficiencia de publico nao consegui realizar, enviei o dinheiro para as bandas e nao consegui ressarcir o publico, foi aberto inquerito policial, mas como o delegado entendeu que nao foi estelionato, logo tinha quase 20 anos como produtor, o processo ao inves de cair na esfera criminal, caiu na esfera civil, o procon passou me exigir o ressarcimento para o publico, portanto esse problema pode me atrapalhar na investigacao social?

  46. Dr. Agnaldo boa noite!
    Deixa te explicar.
    Quando tinha 17 anos precisei comprar um certificado de conclusão de ensino médio por causa de uma vaga de emprego que exigia o segundo grau, nesse período ingressei numa faculdade particular e cursei um curso com duração de 4 anos, minha documentação foi enviada para uma instituição federal e aceita pela universidade que emitiu meu diploma de nível superior o mesmo foi registrado por essa instituição pública, não sei muito porque isso pois estudei numa particular e registrou em uma publica e federal.
    Minha duvida é que eu quero prestar concurso para nível superior e carreira Polícial, mas tenho um grande receio da investigação social. O que você sugere que eu faça.
    Eu pensei em tirar meu 2° grau corretamente e cursar um tecnólogo de 2 anos, você acha se eu corrigir meu erro eu posso cair mesmo assim na investigação. Fico no aguardo.

  47. Olá, Dr., eu briguei muito com minha ex mulher, de modo que algumas brigas havia agressões e algumas delas os vizinhos ouviram e na rua eu fiquei com fama ruim, mas não teve nada de BO et.., mas eu sei que alguns vizinhos não gostam muito de mim, porém isso já faz uns 5 anos e não moro mais nessa casa a 1 e meio. Morro em outro bairro e sou casado com uma policial militar e o concurso que quero é policia civil

  48. Boa noite doutor! Tive a infelicidade de emprestar minha conta para uma pessoa de extrema confiança, essa pessoa depositou um dinheiro e eu saquei o dinheiro e repassei para ela! Dias depois descobri que esse dinheiro era de fraude, segundo o que o banco do brasil me disse! Provavelmente eles irão me processar por fraude! Quero ir na delegacia fazer uma ocorrência contra a pessoa que emprestei a conta que usou da minha boa fé! Sera que caso eu seja condenado isso atrapalharia entrar em um concurso de area policial?

  49. Boa Tarde DR.!

    Uma pessoa fez uma queixa contra minha pessoa,injúria e ameaça foi o tco no caso, porém depois a pessoa se arrependeu e retirou a queixa,a mesma disse a mim que fez isso apenas no intuito de prejudicar. Eu não assinei nada na delegacia e apenas fui prestar esclarecimentos.Nesse caso, sou penalizado por esse ato ou posso prestar concurso na normalmente nas áreas estaduais / federais?

    Obrigado.

  50. Boa noite

    no meu penultimo emprego (2015) fui demitido normalmente por corte de pessoal
    porem 6 meses depois de sair da empresa, um outro funcionario me disse que encontraram uma fraude no sistema da empresa onde apontavam pra me, porem não há nada que me ligue ao fato
    senha de sistema, nada.

    até hoje não recebi notificação nenhuma da empresa.

    minha dúvida é, se eu listar essa empresa na investigação e os gerentes ou funcionários da empresa passarem algo negativo ao meu respeito sem comprovação, posso ser eliminado do concurso?
    devo omitir tal empresa?

  51. Ola,estou prestes a fazer 3 concursos públicos para PMPE, PMAL e PMSE,mas no ano de 2017 assinei um tco por porte de drogas(usuário)(maconha),e não fui intimado ainda para responder por isso,a situação foi a seguinte,trabalho em uma oficina de meu pai,e no final de tarde estava mais um “amigos” na calçada bebendo e acabou gerando uma discussão entre dois deles,é um saiu e voltou com a polícia dizendo que o outro tinha ameaçado de morte,aí me pediram pra registrar a oficina para bem procurar alguma arma e não encontraram nada,mas numa pilha de pneus velhos que era pra ser jogado no lixo, encontraram um pouco de maconha,na hora falei que não era minha(pois não era)mas o policiais começaram a colocar pressão dizendo que o dono do estabelecimento ia ser preso,e sempre morrir de medo de meu pai e não queria que ele se envolvesse com nada disso,aí assumir dizendo que era pra consumo,e acabou me prejudicando depois que parei pra pensar,mas estou disponível para fazer qualquer tipo de exames toxicológico pra provar que não uso drogas…..será que consigo passar na IS,ou se for reprovado pela banca consigo reverter IS na justiça?

  52. Olá,

    Trabalho nos Correios e respondi processo administrativo por faltas injustificadas mas não sofri exoneração, só punição disciplinar. Isso pode me reprovar no concurso da PM?

  53. Gostaria de saber se ter 3 advertências escolares por indisciplina ( aos 13/14 anos ) pode me reprovar no concurso da pm? Não houve expulsão nem suspensão, apenas advertência.

  54. bom dia. tenho interesse em participar de concursos na área policial, mas tenho uma dúvida. fui condenado a uns 12 anos atrás por um crime que cometi, na época recebi uma pena de 13 anos cumpri 4 anos de reclusão e saí através de induto presidencial por bom comportamento gostaria de saber se essa situação pode me impedir de tomar posse caso consiga passar nos exames. desde já agradeço por seu esclarecimento. atenciosamente josé

  55. Oi bom dia,prestei concurso público para adepen e passei só que quando eu era mais novo tive alguns problemas na escola,posso na ficha para eles investigarem não colocar meu colégio,desde já agradeço.

  56. Bom dia Dr. Tenho uma dúvida. Já experimentei entorpecentes, (maconha) mas não faço uso.Estou casada há 1 ano e o meu marido faz uso contínuo dessa substância e é sabido pelos vizinhos. Porém nunca teve nenhuma passagem pela polícia por esse motivo. Gostaria de saber se é prudente que eu informe na investigação social essa utilização dessa substancia há mais de 1 ano. E se na investigação social a ser consultado meus vizinhos esse fato pode me prejudicar mesmo não sendo detectado nos exames médicos.

  57. Boa tarde Dr, vou prestar concurso para policia federal, recentemente sofri uma multa média (excesso de passageiros), isso pode acarretar eliminação na fase de investigação social no concurso? e se por acaso eu converte-lá em advertência por escrito, mesmo assim posso ser reprovado na investigação social do concurso ?

    1. Boa noite me chamo. Victor a 11 anos atrás entrei com processo na justiça contra uns PMs que agiram errado comigo agora quero fazer o concurso da PM isso pode causar minha reprovação

  58. Ola .boa noite sou funcionário publico e devido ter feito denuncia na corregedoria tenho sido perseeguido pelos meus superiores e para me livrar acabei dando alguns atestados , estou na is da pmesp isso pode me reprovar.

  59. Dr.,
    A suspensao da CNH por nao soprar o bafômetro poderia ensejar na eliminação de concurso na área policial?
    Caso esteja na fase recursal o procedimento eh o mesmo?
    Abs

  60. Dr. Agnaldo, serei reprovado em investigação social ou sindicância de vida pregressa ( em concurso para DELEGADO DE POLÍCIA), caso seja condenado por AMEAÇA ou fizer transação penal? Ou pelo fato de está respondendo por ameaça?

  61. Quando era mais nova,, fui envolvida com um homem mais velho, de melhor poder aquisitivo, ele era casado, então parei de me relacionar com ele, meus vizinhos me olham com repudio, como se eu fosse uma prostituta, pois conhecem a pessoa, será q na consulta a vida pregressa , isso pode me prejudicar, os vizinhos alegarem q esses fatos, será q eles podem entender como prostituição ?

  62. Olá Agnaldo, me chamo Diego. Minha situação é complicada. Durante 16 anos fiz uso de drogas diversas. Nos últimos dois anos tive até afastamentos do meu trabalho (Banco do Brasil) e uma internação recente para fazer tratamento. Uma vez emprestei uma moto pro meu primo que emprestou a moto pra outra pessoa que fez um delito na mesma. Na ocasião meu nome foi arrolado nos autos. Porém já tem dois anos que nunca fui interrogado, tanto que certa vez fui até a delegacia pra dar depoimento mas eles disseram que eu só poderia me apresentar quando fosse intimidado. Enfim, não sei o resultado desse inquérito.
    Voltando ao assunto das drogas, estou limpo há pouco tempo. Ainda faço acompanhamento psicológico e consultas esporádicas ao psiquiatra. No bairro em que eu morava hoje é dominado pela venda de drogas. Realizadas por jovens que eu conheci desde criança. Porém nunca vendi. Apenas consumia. Também não ficava andando com eles. Agora pretendo fazer concurso da PC aqui em Roraima. Esses fatos podem me eliminar na investigação social?

  63. Senhor, respondi a um ATO INFRACIONAL no ano de 2011.
    Designaram-me a sanção de liberdade assistida, cumpri tudo direito e o processo foi arquivado.
    Passei em um concurso da PM e eles estão contraindicando-me por conta disso.

  64. Boa noite Dr.
    Fui eliminado de um concurso na investigação social, e pelo que entendi foi na fase que eles fazem perguntas a terceiros, fui usuario de drogas no passado mas hoje estou limpo, cabe mandado de segurança no meu caso?
    Agradeço a atenção.

  65. Ola!
    Fui aprovado recentemente para a pc-rs, mas ainda estou estudando para a pf e prf.
    Ha alguns anos, respondi um processo pelo art 155 que posteriormente foi arquivado.
    Na sua opinião, isso podera trazer alguns problemas na investigação social?

    Obrigado pela atenção

    1. Prezado, Vinicius! Obrigado por comentar e participar do nosso canal! No seu caso, a depender do edital e do rigor da Banca Examinadora, pode ser que você seja eliminado, contudo, é possível recorrer ao Judiciário na tentativa de reverter uma possível eliminação. Esperamos ter esclarecido! Desejamos-lhe sucesso! Agnaldo Bastos Advocacia Especializada agradece o contato! Abraços!

  66. Dr, condenado por porte ilegal de uso restrito art 16 , mais que já tenha cumprido toda sua pena que foi prestação de serviço puplico, poderá assumir cargo puplico Caso venha passar em um concurso?

    1. Prezado, Renan! Obrigado por comentar e participar! No seu caso, a depender do edital e do rigor da Banca Examinadora, pode ser que você seja eliminado, contudo, é possível recorrer ao Judiciário na tentativa de reverter uma possível eliminação. Esperamos ter esclarecido! Desejamos-lhe sucesso! Agnaldo Bastos Advocacia Especializada agradece o contato! Abraços!

  67. Dr gostaria de saber se posso ser reprovado em concurso por desacato ??
    Foi o seguinte quando sou parado pela polícia eles consegue ver que tenho o art 331 já nos antecedentes criminais não sai nada .Isso me prejudica de alguma forma em concurso público???

    1. Prezado, Danilo! Obrigado por comentar e participar! No seu caso, a depender do edital e do rigor da Banca Examinadora, pode ser que você seja eliminado, contudo, é possível recorrer ao Judiciário na tentativa de reverter uma possível eliminação. Esperamos ter esclarecido! Desejamos-lhe sucesso! Agnaldo Bastos Advocacia Especializada agradece o contato! Abraços!

  68. Dr.
    NAMOREI Uma moça e largamos depois de um tempo fui procura – la discutimos e depois essa discussão continuou por meio de msgs a mesma foi a ddm e pediu medida protetiva, após alguns dias ela me procurou e disse estar arrependida pois reconhece que as msg foram escrita ambos com kbç quente não temos mais nada e ela me disse que não vai representar contra mim, até onde isso me prejudica, obrigado..

  69. Dr, em 2013 fui parado pela polícia rodoviária da pmsp e tomei uma multa de bafômetro, porém não fiii preso nem estou respondendo pois o valor deu 0,11. Porém passei na prova da Pmsp e queria saber se eu vou ser reprovado na IS por isso. Desde já obrigado!

    1. Olá Álvaro gostaria de saber se pra você deu certo pq estou na mesma situação, inclusive o mesmo teor alcoólico e não respondi nada judicialmente.

  70. Boa tarde, fui aprovado em um concurso da polícia, porém a uns 5 anos atrás tive problemas com a dona de uma casa ao qual aluguei, ela tinha alguns distúrbios psicológicos e algumas vezes brigou comigo alegando falta de pagamento, porém a mesma nunca me deu comprovantes de nada, me mudei depois e nunca tive outros problemas, porém ela não é vizinha da casa, há um moto táxi na parte de baixo da casa, eles são os únicos presentes daquela época e realmente achavam que eu era inadimplente, eles relatando isso caso perguntados pode me reprovar na IS?

    1. Caro, Carlos! Obrigado por comentar e participar do nosso canal! No seu caso, a depender do edital e do rigor da Banca Examinadora, pode ser que você seja eliminado, contudo, é possível recorrer ao Judiciário na tentativa de reverter uma possível eliminação. Esperamos ter esclarecido! Desejamos-lhe sucesso! Agnaldo Bastos Advocacia Especializada agradece o contato! Abraços!

  71. Olá Doutor! tenho uma passagem, quando de menor, por usuario de drogas, ja faz uns 20 anos, e mais tarde, daí ja sendo maior, um tco por briga em um bar, o qual foi arquivado, posso ser reprovado por estas condutas em concursos de carreira policiais? No caso da passagem de menor tenho que mencioná-la ou posso oculta-la? Muito grato.

    1. Olá, Ricardo! Obrigado por comentar e participar do nosso Blog! Em regra, processos administrativos não podem eliminar candidato. Entretanto, a depender do edital e do rigor da Banca Examinadora, pode ser que você seja eliminado, contudo, é possível recorrer ao Judiciário na tentativa de reverter uma possível eliminação. Esperamos ter esclarecido! Desejamos-lhe sucesso! Agnaldo Bastos Advocacia Especializada agradece o contato! Abraços!

  72. Boa Noite Doutor Agnaldo.

    Há 4 anos atrás devido a uma conversão de via pública o policial sendo muito rígido aplicou 4 multas , 3 sendo gravíssimas ( Mas nada que ocorreu algum tipo de processo , multas normais de transito, porem, aplicou 4 de uma vez só , não recorri devido a nao querer ter trabalhos) sendo assim tive que entregar a habilitação durante 1 Mês, fiz o curso de reciclagem e nos dias atuais não possuo nenhuma multa, posso ficar tranquilo ?
    Obrigado.

    1. Olá, Bruno! Obrigado por comentar e participar do nosso Blog! Em regra, processos administrativos não podem eliminar candidato. Entretanto, a depender do edital e do rigor da Banca Examinadora, pode ser que você seja eliminado, contudo, é possível recorrer ao Judiciário na tentativa de reverter uma possível eliminação. Esperamos ter esclarecido! Desejamos-lhe sucesso! Agnaldo Bastos Advocacia Especializada agradece o contato! Abraços!

  73. Boa noite, Dr, estou estudando para futuros concursos policiais. Em 2016 eu e minha irmã tivemos uma discussão sobre o relacionamento com a nossa mãe. Ela se exaltou e eu também, infelizmente no calor da situação ela chamou a policia e fomos conduzidos para delegacia para prestar depoimento do ocorrido, ela fez b.o como agressão e eu como agressão também. alguns minutos depois ela retirou a queixa e eu fiz o mesmo. Nunca tive problemas com a justiça e meus antecedentes não consta nada. No caso em questão existe algum problema na investigação social? pelo simples fato de ter acontecido esse ocasional problema?!

    1. Prezado, Thiago! Obrigado por comentar e participar do nosso Blog! No seu caso, a depender do edital e do rigor da Banca Examinadora, pode ser que você seja eliminado, contudo, é possível recorrer ao Judiciário na tentativa de reverter uma possível eliminação. Esperamos ter esclarecido! Desejamos-lhe sucesso! Agnaldo Bastos Advocacia Especializada agradece o contato! Abraços!

  74. Olá já fui dependente químico por alguns meses ,porém cheguei ficar internado em recuperação e estou limpo a vários anos isso pode me eliminar na investigação social da polícia militar, tem reversão judicial? Obrigado!

    1. Olá, Pedro!
      Obrigado por comentar e participar do nosso Blog! No seu caso, a depender do edital e do rigor da Banca Examinadora, pode ser que você seja eliminado, contudo, é possível recorrer ao Judiciário na tentativa de reverter uma possível eliminação. Ademais, leia nossa notícia que fala exatamente sobre isso, segue o link: https://concursos.adv.br/candidato-nao-pode-ser-eliminado-de-concurso-publico-por-ter-cumprido-pena-por-porte-de-drogas/ Esperamos ter esclarecido! Desejamos-lhe sucesso! Agnaldo Bastos Advocacia Especializada agradece o contato! Abraços!

  75. Boa tarde, eu sou policial militar e tenho duas duvidas. Eu fiquei afastado das atividades de rua durante 5 meses por depressão, atualmente eu estou trabalhando mas só serviço administrativo (interno), exatamente por isso eu tenho tempo pra estudar, então não fui ao médico solicitar para voltar ao serviço de rua; não sei se isso da algum problema na pesquisa social, pois ela faz um levantamento da idoneidade moral e vida social do candidato, mas será que isso influenciaria no psicotécnico? Mesmo se eu fizer o psicotécnico e passar, será que isso teria como me prejudicar? Outra, eu acabei cometendo um erro no serviço, por descuido, faltei com informações em um boletim de ocorrência e será aberto um PAD, provavelmente irei sofrer uma transgressão disciplinar por motivo de transtorno ADM, alterar documento oficial etc…será que isso também dará algum problema? No mais, eu não respondi mais nada (seja civil, criminal ou disciplinar). Por isso mesmo que estou mega preocupado, até me desanimei.
    OBS: Adorei seu post! Uma grande utilidade pública ^^

    1. Prezado, Cleverson!

      Obrigado por comentar e participar do nosso Blog! No seu caso, a depender do edital e do rigor da Banca Examinadora, pode ser que você seja eliminado, contudo, é possível recorrer ao Judiciário na tentativa de reverter uma possível eliminação. Para uma análise mais específica recomendamos o agendamento de uma consulta jurídica a fim de analisar melhor o seu caso, bem como será identificado a melhor estratégia processual e jurídica para resolver a sua situação. Caso queira, encaminhe um e-mail para contato@agnaldobastos.adv.br Esperamos ter esclarecido! Desejamos-lhe sucesso! Agnaldo Bastos Advocacia Especializada agradece o contato! Abraços!

  76. Bom dia! Em 2016, fui testemunha de um homicídio, eu estava na casa do meu irmão e ele era dono de uma ”boate” e mataram uma moça dentro do estabelecimento e como a casa dele era no lado, e eu estava lá, não tive como escapar e acabei entrando nesta fria, visto que a pessoa a qual matou a moça era foragido, eu não faço a ideia de quem era, o caso foi a juri e etc, no meu nome consta também um boletim de ocorrência que eu fiz quando menor de idade, pq fui agredida (não deu em nada), e também um acidente de trânsito. Duvida, na investigação social posso ser eliminada por estes fatos? Aguardo, obrigada

    1. Olá, Renata.

      Obrigado pelo contato e pela confiança depositada em nossos serviços advocatícios especializados na área de concurso públicos. No seu caso, a depender do edital e do rigor da Banca Examinadora, pode ser que você seja eliminada, contudo, é possível recorrer ao Judiciário na tentativa de reverter uma possível eliminação. Esperamos ter esclarecido! Desejamos-lhe sucesso! Agnaldo Bastos Advocacia Especializada agradece o contato! Abraços!

  77. Investigação social da PRF
    Alexsander Souza Fernandes
    agnaldo@agnaldobastos.adv.br
    Boa noite, Dr. Agnaldo!
    Sou ex funcionário publico, Policial Militar, porem fui demitido em 2008 e pretendo prestar a PRF, nesse caso por já ter passado o prazo de 5 anos sem poder concorrer a concursos públicos eu posso ser reprovado na investigação social da PRF?
    Caso a resposta for positiva, teria como recorrer e qual a probabilidade de ganhar?

  78. Boa noite, Dr. Agnaldo!
    Sou ex funcionário publico, Policial Militar, porem fui demitido em 2008 e pretendo prestar a PRF, nesse caso por já ter passado o prazo de 5 anos sem poder concorrer a concursos públicos eu posso ser reprovado na investigação social da PRF?
    Caso a resposta for positiva, teria como recorrer e qual a probabilidade de ganhar?

  79. Olá, fui aprovada no concurso da Susipe, porém eliminada na fase de investigação social, todavia não me deram o motivo da eliminação, vou entrar com um recurso, mas sem saber exatamente a que recorrer… Como proceder?

  80. Bom dia!
    Transacionei com o MP em 2001 por desacato, gostaria de saber se isso seria empecilho para assumir um cargo na PF ou da PRF. Além disso, em 2009 minha mãe fez um BO contra mim por ameaça, pois discutimos feio, mas no mesmo dia ela foi a DP e disse que não iria querer prosseguir, inclusive nem fui chamado para prestar depoimento. Gostaria de saber se esses dois fatos me prejudicaria para um concurso da PF ou da PRF.

  81. Boa noite,doutor . Gostaria de saber se demisao por justa causa ou abandono de serviço podem reprovar na investigação da vida social no concurso da polícia militar

  82. Ola, na fase de investigação social a comissao que a realiza pode entrar em contato em algum momento com o autor de um agressao sofrida por mim, e a qual registrei em BO? É permitido que haja diligneicas neste sentido? Outra coisa e se caso haja Bo contra mim isso possa eliminar nesta fase.
    Obg parabens pelo site.

  83. Olá, meu nome é Marcos Antônio, tenho 25 anos, meu problema é um pouco mais grave, em 2014 quando tinha 21 anos joguei um coquetel omolotov em uma residência. No final de 2017 fui condenado a 4 anos, faço o pagamento de prestação pecuniária.
    Passei em um concurso da civil GO , se eu for desligado do curso cabe um mandado de segurança?

  84. Olá doutor, gostaria que me tirasse uma dúvida.
    Quem saiu por justa causa em empresa privada há mais de dois anos pode realmente ser eliminado na investigação social, tendo em vista que normalmente eles já colocam isso expresso no edital?
    Na demissão, eles acusaram ato de improbidade. Porém meu professor de Direito Trabalhista disse que só poderia ser considerado ato de improbidade se eles me levassem à justiça, sendo assegurado a ampla defesa e o contraditório. Eu não sabia de nada disso à época, foi o meu primeiro emprego, e não fui denunciada, pensei em recorrer na area trabalhista, mas todos disseram que isso nao atrapalharia em eu arrumar outros empregos. Soube somente agora que há prazo prescricional de 2 anos para recorrer na justiça, e esse prazo passou. Também só soube agora que os concursos publicos eliminam por conta disso, principalmente na area policial.
    Eu sou jurada no tribunal do juri pois ajuda muito a quem faz o curso de Direito, logo, tenho presunção de idoneidade moral. Essa presunção de idoneidade moral que o Estado e estado me deram poderia concretamente (analisando esse meu caso) reverter uma provável eliminação na investigação social? Até levando em consideração o fato que na epoca eu era muito nova, meu primeiro emprego, nao sabia de muitas coisas que sei hoje tanto na parte de legalidade quanto nas demais areas sociais? Analisando tudo isso, qual seria a sua estimativa de probabilidade de eu conseguir manter a vaga?
    obrigada.

  85. Trabalhava no Sistema S, fui demitida por Justa Causa após um “Processo Administrativo”, por conceder descontos aos clientes… O Sistema S pode fazer o processo administrativo!? Ele vai interferir em algo!? O que você acha!? Não sei se fizeram o BO… mas caso tenham feito e com esse “Pad” que eu não sei se válido como da Administração Pública, pode me prejudicar!?

  86. Boa Tarde, no final de 2012 assinei um TCO no art 28 – uso de Drogas, fiz acordo com o juiz de assinar na comarca por 2 anos, já faz mais de 5 anos, no edital do concurso diz, —- não possuir registro de antecedentes criminais nos últimos 5 (cinco) anos, ficando impedido a contratação nos casos em que houver ação penal com sentença condenatória transitada em julgado, enquanto durarem seus efeitos, garantido o contraditório e a ampla defesa; ——- isso pode me prejudicar???

  87. Boa noite!
    Estou na fase da IS e no formulário acabei não constando um boletim de ocorrência no qual fui autor há 7 anos porque realmente não me recordei do mesmo. Ocorre que um p2 já fez contato com um envolvido no BO e a princípio nada consta contra mim no que se refere a informações que o referido envolvido forneceu a meu respeito, pois não faço uso de substância ilícita, nunca respondi nenhum processo de qualquer natureza que seja e o motivo do conflito infelizmente foi banal por uma simples falha de comunicação entre todos. Foi uma desavença que ocorreu com o meu ex sogro devido a insatisfação dele do relacionamento que eu tinha com sua filha naquele momento. Houve agressão por parte dele e por este motivo me dirigi a delegacia e registrei o boletim de ocorrência.
    O que me deixou preocupado é se isso pode me prejudicar pelo fato de eu não ter constado no formulário, uma vez que, no meu julgamento, isso não se caracteriza como desvio de conduta ou implique no exercício da função, conforme segue no edital.

    Gostaria de uma opinião a respeito dessa situação.

    Sem mais!

    Obrigado!

  88. Dr, eu estou em fase de concursos e gostaria de saber se o fato de ser sócia da empresa do meu irmão e a mesma estar sendo processada por 3 bancos( emprétimo) , ainda não entrou em fase de acordo, me eliminaria do concurso. Eles pediram nada consta cível e criminal .

  89. olá tenho uma dúvida.
    Passei no concurso da PMSP, mas ainda não chegou na fase da investigação e tem uma que acho que possa me prejudicar.
    Meu cunhado foi pego com drogas dentro da casa dele, mas essa casa dele é no mesmo quintal que o meu, pois se trata de um terreno com três casas independentes como se fosse uma vila. será que por se tratar do mesmo endereço isso pode me prejudicar realmente? posso ser barrado na investigação?
    Desde já agradeço.

  90. Boa noite doutor. Primeiramente o parabenizo pelos esclarecimentos. Minha duvida é a seguinte em 2013 respondi um processo de porte de documento falso. Fui condenada a serviços a comunidade, em 2 anos e 6 meses. Final de 2014 terminei de cumprir. Hoje sou advogada e almejo o concurso da defensora publica, mas vi que existe a investigação da vida pregressa. Eu deveria pedir a reabilitação. Criminal ou já é automática? E nesse caso posso negar que à banca que respondi esse processo ou eles descobrem? Já que até eu passar nesse concurso já vai ter mais de 5 anos do cumprimento da pena.

  91. Boa tarde Agnaldo, fui lendo os comentários achei uns parecido mas não sanaram minhas duvidas. Irei participar do concurso da policia militar aqui em SC, porem a exatamente 1 ano atras, fui parado em uma blitz da policia rodoviária, exigiram que eu fizesse o teste do bafómetro no qual deu uma quantidade razoável porém era um pouco acima do permitido. ainda nao fui julgado e nem intimado, caso eu seja reprovado na investigação social eu posso recorrer ? pois na realidade nao bebi e dirigi, havia bebido a muitas horas antes porem ainda havia álcool no qual foi constatado 0,60 e o permitido seria 0,40.

  92. Boa noite, fui aprovado para agente penitenciário, e só agora quando fui emitir a certidão negativa tive ciência de que há um processo em aberto. Refente a um acidente de trânsito, em que um idoso atravessou a rua quando eu estava passando de moto, ainda sim prestei socorro, ele foi levado ao hospital mas ficou tudo bem. Já faz um ano, teve apenas distribuído o processo e não teve mais nada de andamento. A certidão foi emitida, negativa! mas consta na própria certidão a existência desse numero de processo.
    Será que corro o risco de ser reprovado? na Polícia Civil, e todos os demais órgãos já consegui emitir as certidões negativas.

    Muito obrigado, aguardo.

  93. Olá doutor , eu estou estudando para o concurso da PM PR , mas a minha dúvida é parecida com algumas aí, quando eu tinha 21anos isso em 2013 fui pego no bafômetro e levei 2 multas de direção perigosa , mi prenderam .. perdi a CNH, porém 2 anos depois fiz outra, e fiz um acordo com o ministério público , de todo mês assinar no fórum, agora recebi minha fiança de volta, hj no final de tudo deu sentença de extinção de punibilidade, será que reprovando na investigação social daqui consigo ser aprovado judicialmente ?

  94. Boa noite!
    Há alguma investigação sobre o histórico médico do candidato?
    Caso eu omita uma doença e ela não seja detectada no exame médico…eles conseguiriam descobrir investigando meu prontuário ou alguma outra forma?
    Atenciosamente,
    Luana